sábado, fevereiro 19, 2005

Ensino da Matemática

A universidade de Aveiro apresentou, há dias, um novo manual de ensino da Matemática, destinado aos alunos do 6ºano do ensino básico.
Este manual propõe uma nova abordagem do ensino/aprendizagem da Matemática, incidindo em problemas do dia a dia. Pretende-se que com este método de aprendizagem os alunos sejam incentivados a pensar, em detrimento do memorizar.
Reconhecendo-se que a Matemática continua a ser um problema sério para a maior parte dos alunos portugueses (70% dos alunos que completam o 12º ano têm fraco aproveitamento nesta disciplina), esta iniciativa da Universidade de Aveiro é de elogiar
No meu entendimento, no entanto, esta iniciativa tem uma pequena lacuna. Ao escolher como público-alvo os alunos do 6º ano de escolaridade, vai procurar intervir junto de alunos que, por razões várias, podem já estar inoculados com o vírus do “ ódio à Matemática “
Penso, portanto, que é urgente iniciar uma verdadeira reforma do ensino da Matemática a partir do 1º ano de escolaridade, de modo a desenvolver nos alunos o gosto pela Matemática, desde tenra idade.
Para além de ligar o ensino da Matemática às questões do dia a dia (operações de aritmética, leitura de gráficos, interpretações de tabelas, cálculo de percentagens, definição de áreas e volumes etc.), é fundamental que a aprendizagem desta disciplina ajude a estruturar o raciocínio, tornando-o mais ágil.
Não há quase nenhum domínio do conhecimento que possa ser entendido sem recurso à Matemática- na Física, na Biologia, na Geologia, na Geografia, na Economia, na Sociologia, nas Artes, na Música, nas Ciências farmacêuticas etc.
Sem Matemática não há cultura científica.
Portugal sem cultura cientifica, não terá futuro como País, já que os EUA, os “tigres asiáticos” e os países do leste europeu têm um ensino de rigor neste domínio que lhes permite avançar na inovação e na criatividade, deixando-nos irremediavelmente para trás.
Sem Matemática não há “ CHOQUE TECNOLÓGICO “ que nos valha.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

os seus comentários e análises são muito bem construidos.
não desista!
um abraço

6:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home