segunda-feira, maio 02, 2005

CHEQUES CARECAS

No 1º trimestre deste ano, segundo dados transmitidos pelo Banco de Portugal, foram devolvidos 40.000 cheques com valores inferiores a 150 euros, por falta de provisão.

Tais devoluções equivalem a um valor aproximado de 4 milhões de euros.

O Governo pretende descriminalizar estes casos, para que os Tribunais não fiquem atulhados com processos por emissão de cheques sem provisão.

Tudo bem, para que os Juízes fiquem libertos para os demais casos em litigio e que exigem atenção redobrada e rapidez de decisão.

Se os Bancos não se responsabilizarem pelo pagamento dos tais cheques, não resta aos empresários outra solução que não seja rejeitar cheques de valor inferior a 150 euros.

O pequeno comércio de bairro, as pequenas oficinas e muitas PME não têm capacidade financeira para suportar tais prejuízos