segunda-feira, junho 27, 2005

CARIDADE HIPOCRITA


Os EUA e a Inglaterra vão propor aos restantes Países do chamado "G8 "( 7 Países mais industrializados mais a Rússia) que, na próxima reunião do Grupo, na Escócia, nos dias 6 e 7 de Julho, seja perdoada a divida de 18 Países afro-latino-americanos, no valor de 40 mil milhões de euros.

Nota tristemente curiosa- os EUA gastaram em despesas militares, durante 2004, cerca de 500 mil milhões de dólares.

Os Países propostos para perdão das dívida são: Benin, Burkina-Faso, Etiópia, Gana, Madagáscar, Mali, Mauritânia, Moçambique, Níger, Ruanda, Senegal, Tanzânia, Uganda, Zâmbia, Bolívia, Guiana, Honduras e Nicarágua.

Os Países pobres obrigam-se a ter um programa de combate à corrupção e estarem bem encaminhados para o estabelecimento duma democracia tipicamente ocidental.

Não está definido se a divida a perdoar é apenas a que estes Países pobres devem aos Países integrantes do G8 ou se são todas as dívidas caucionadas pelo Banco Africano do Desenvolvimento, pelo FMI e pelo Banco Mundial.

No caso de ser perdoada a divida total, Portugal perde 2,5 mil milhões de euros só com os encargos de Cahora Bassa. Se ninguém nos pagar este valor, lá vai o nosso deficit sofrer mais um forte abanão.

Todos nós sabemos que quase todos estes Países pobres foram e continuam a ser vítimas de guerras fratricidas.

Acontece que os Países do G8 exportam 84% do armamento mundial e muito deste armamento serviu para alimentar a guerra em muitos destes pobres Países e que ajudaram a criar mais de 20 milhões de refugiados.

As guerras nestes Países causaram a fome, a miséria e a pobreza. Segundo a UNICEF a pobreza mata uma criança no Mundo, em cada 3 segundos.Quando acabar de ler este post, terão morrido, no Mundo, cerca de 30 crianças vitimas desta " ESTUPIDEZ HUMANA "

Tal como foi regulado o comércio mundial para os produtos industriais, deve acabar-se com esta "lei da selva" do comércio mundial de armamento.

Os Países do G8 venderam armamentos para causar a morte, fomentar os ódios e criar enormes focos de pobreza e agora " bonzinhos" vão perdoar as dívidas.

Por isso intitulei este post " CARIDADE HIPOCRITA "