quinta-feira, junho 02, 2005

Época das Cerejas


Estamos a viver a época da produção e comercialização duma das frutas que, para mim, é das mais apetitosas - as cerejas.

São lindas no aspecto e, quando de boa qualidade, são uma gostusura para o paladar.

Ontem li no jornal que os produtores nacionais de cereja estavam a reclamar ajudas financeiras ao Governo, pois não conseguiam escoar a produção, devido à invasão do mercado de cerejas oriundas de Espanha, Marrocos e Tunísia e que é colocada, em Portugal, a preços mais baixos.

Entristece-me que, em Portugal, não consigamos ter uma estratégia comercial que possa competir em qualidade e preço com produtos estrangeiros.

Há alguém que quer ganhar tudo no mais curto espaço de tempo. Os produtores e os intermediários têm uma política comercial desajustada da realidade.

A queixa expressa pelos produtores nacionais de cerejas esbateu-se quando, no noticiário da TV, à noite, foi difundida a noticia de que uma conceituada marca de iogurtes com pedaços sedeada em Castelo Branco estava a comprar e a incorporar na sua produção fruta nacional, incluindo a cereja.

Aqui em casa, para além de consumirmos a cereja ao natural, fazemos 2 produtos compota e ginja.

A exemplo dos anos anteriores a compota deste ano ficou muito boa.

Quanto à ginja, vai ser feita em breve., fazendo a mistura nas seguintes proporções - 1 kg de cerejas, 1 kg de açucar, 1 litro de aguardente bagaceira de vinho verde e juntando-se uns paus de canela. Fica em maceração durante um ano, mexendo-a de vez em quando.

É um tónico excelente para consumir nas noites frias de Inverno, ao calor da fogueira.