quinta-feira, julho 07, 2005

FRANCESINHA À CHEFÃO


Tal como prometi, ontem, aqui reproduzo a fotografia da "francesinha à chefão" que escolhi para meu deleite. Estava um espanto!

A minha escolha "francesinha à chefão"justifica-se - "NOBLESSE OBLIGE ".

A francesinha, inicialmente, era uma simples sanduiche, mas com o andar dos tempos e com as modificações a que foi sujeita, transformou-se num ícone gastronómico da cidade do Porto.

Eu como tenho o colesterol a 190mg/dl, posso abusar mais um pouco, mas procuro não exagerar., comendo espaçadamente esta delícia nortenha

Embora ultimamente tenham surgido muitas variantes de francesinhas (de bacalhau, vegetarianas etc.), a maioria assenta nos seguintes produtos básicos - 2 fatias de pão de forma, bife, fiambre e salsicha fresca. A cobrir aparecem fatias de queijo derretido.

Pode também vir com ovo a cavalo e com batatas fritas a acompanhar.

Todos estes produtos são enriquecidos com um molho picante, que varia de restaurante para restaurante e constitui segredo bem guardado. Na generalidade, o molho é feito com polpa de tomate, mostarda, molho picante, cerveja ou vinho branco seco (há quem junte whisky) e ervas aromáticas. Todos estes produtos cozem, durante uma hora, em lume brando.

Segundo dizem os entendidos a francesinha foi inventada em 1953 por Daniel Silva, que era funcionário do então famoso restaurante "REGALEIRA ".

Há quem diga que o antepassado da francesinha é o " croque monsieur "

Feito um pequeno historial da francesinha, dou um sábio conselho (sem cobrar dividendos) - quem puder ir até domingo próximo a Lordelo do Ouro na cidade do Porto, vai reconhecer que valeu a pena saborear este ícone gastronómico da cidade, com o Rio Douro a passar calmamente à frente, em direcção ao mar.

Bom apetite.

1 Comments:

Anonymous mike said...

Francesinhas em Braga é no Atrium Café, em Lamaçães, na zona dos hipermercados

4:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home