sábado, agosto 13, 2005

PEDRAS PARIDEIRAS


Na Serra da Freita, no lugar da Castanheira da freguesia de Albergaria da Serra (Concelho de Arouca), verifica-se a existência dum fenómeno de granitização único em Portugal e raro no Mundo (apenas são conhecidos estudos de ocorrências na Rússia, Alemanha e Sardenha).

Nesse lugar aparecem afloramentos graníticos com numerosos nódulos biotiticos, em formas de discos circulares ou de medalhões.

Os medalhões biotiticos têm uma forma biconvexa e ao saírem do granito, deixam neste uma cavidade revestida por uma capa biotitica.

Pela erosão da rocha os medalhões acumulam-se à superfície do solo.

Por esse motivo, os camponeses da região chamam à rocha " a pedra que pare pedra ", isto é, a rocha que produz uma outra rocha.

Dada a pilhagem destas pedras para revestir, sobretudo lareiras, a Câmara Municipal de Arouca viu-se obrigada a delimitar por uma vedação em rede o acesso directo ao local.
Posted by Picasa

2 Comments:

Blogger rajodoas said...

E fez muito bem a Câmara proibir a extracção dessas pedras pois não tardaria nada estariam a entrar num qualquer circuito comercial como um produto da natureza invulgar que afinal até é, para satisfação da gulodice de alguns oportunistas. E este país tem tantos.

6:39 da tarde  
Blogger Armando S. Sousa said...

Partilho da pinião do amigo Raul, no entanto estas pedras parecem ser bastante curiosas. Coisas da natureza, no seu melhor.
Um abraço.

7:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home