terça-feira, novembro 08, 2005

GESTO DE PAZ

Uma criança palestiniana, de 12 anos, foi morta a tiro, na semana passada, devido a um erro de avaliação do exército israelita.

Houve um tiroteio entre activistas da Jihad Islâmica e o exército israelita, na zona de Jenin, na Cisjordánia.

O jovem palestiniano Ahmad al-Khatib brincava com uma espingarda de plástico. Os soldados israelitas pensaram que se tratava duma arma verdadeira e atingiram o jovem na cabeça e no abdómen.

O jovem ainda foi transportado ao Hospital de Haifa, mas acabou por morrer.

A família da criança árabe decidiu doar os órgãos (pulmões, rins, fígado e coração) a quem deles precisasse. Crianças judias que aguardavam a doação de órgãos foram beneficiadas, bem como uma criança da minoria beduína árabe de Israel recebeu o coração.

Os pais árabes, quando doaram os órgãos de filho que adoravam, apenas quiseram que a morte inglória do filho pudesse dar melhor vida a outras crianças judias, árabes, muçulmanas ou cristãs.

Fizeram-no, apenas, com o propósito humanitário de acudir a quem precisava e para que a morte de quem tanto amavam não tivesse sido em vão. Ao terem este gesto expressaram o desejo de que a PAZ chegue a esta zona mártir e tão conturbada em que o ódio, a vingança e a intolerância fazem parte do comportamento do quotidiano.

São gestos como este que podem alertar as consciências para que a Palestina e Israel possam viver, lado a lado, respeitando-se e aceitando-se com as suas diferenças.

Oxalá que a morte de Ahmad al-Khatib não tenha sido em vão.

2 Comments:

Blogger Armando S. Sousa said...

É de lamentar tamanho erro de avaliação de profissionais de guerra como são os soldados israelitas. É a morte de uma criança...
A família do jovem Ahmad al-Khatib teve uma decisão a todos os níveis louvável e seria bom que decisões como esta pudessem irmanar israelitas e palestinianos na construcção de pátrias de paz.
Como dizes, oxalá que esta morte e esta atitude não tenham sido em vão.
Um abraço

10:42 da tarde  
Blogger contradicoes said...

Fiquei consternado ao ler este post. A minha simpatia pela luta dos palestinianos cresceu mais com o conhecimento deste trágico
acontecimento. Esta foi uma demonstração de que afinal contrariamente ao que pensa muita gente para além dos israelitas, os palestinianos não são uma cambada de terroristas. Com um abraço do Raul

10:15 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home