quarta-feira, dezembro 14, 2005

MANUAIS ESCOLARES

Mais uma vez estamos a debater, no nosso País, o problema dos manuais escolares.

Todos os dias, se estivermos atentos aos alunos que se cruzam por nós nas ruas, podemos constatar que eles transportam quilos de livros nas mochilas, muitas vezes mal colocadas nas costas, o que para além do desconforto devido ao peso, representa uma deformação da coluna vertebral, com graves danos para a saúde.

Os alunos podem ver-se obrigados a transportar 6 manuais por dia, para utilizarem, apenas 2 ou 3 páginas de cada um deles nas aulas diárias.

Com o avanço das novas tecnologias, existem outros modelos que podem, mais eficazmente, contribuir para a aprendizagem. Por isso, eu não sou um adepto ferrenho da existência de manuais escolares.

Qual é a solução que advogo para esta questão?

Para cada disciplina existiriam fichas temáticas que fizessem uma abordagem do tema duma forma rigorosa e concisa.

Por exemplo – História do 9º ano – seriam elaboradas fichas temáticas em formato A4 sobre: A Europa e o Mundo no limiar do Sec XX /Crise e Queda da Monarquia /Mutações na estrutura social e nos costumes / Os regimes fascistas e nazi / Reconstrução e politica de blocos etc.

Os alunos seriam incentivados a pesquisar na Internet outros meios de informação para completarem a sua aprendizagem.

A pesquisa criaria hábitos de descoberta e de criatividade. A aprendizagem seria assim uma construção pessoal, que potenciaria novos desafios para o mundo globalizado, cada vez mais exigente.

Os alunos teriam, assim, apenas necessidade de transportar uma pasta A4 contendo os temas da aula do dia.

Esta solução teria ainda uma vantagem adicional. Há muitas Famílias, sobretudo as de mais baixos rendimentos, que passam por verdadeiros dramas no mês de Setembro, pois têm dificuldades em comprar os livros para os filhos. Muitas Famílias levam um rombo de 50% no vencimento do mês de Setembro e há alunos que apanham faltas injustificadas por falta de material.

Com a adopção de fichas temáticas o esforço financeiro seria distribuído ao longo do ano escolar.

Os manuais escolares podem ser um bom negócio para as editoras, mas não são, necessariamente uma boa solução para os alunos.

Se queremos um País diferente e melhor, temos que incentivar os nossos jovens a terem espírito de descoberta, de pesquisa e de criatividade.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O conceito de fichas temáticas é muito interessante.
Bjs
Nina

6:31 da tarde  
Blogger CP said...

Concordo absolutamente e em absoluto.
Bom fim de semana.

1:01 da tarde  
Blogger Carlos said...

... com idade para só trazer um livro na mão (sempre!), aqui fica o meu

... grande Xi-coração.

1:23 da manhã  
Anonymous Carlos said...

Boas Festas e obrigado por aquele bocadinho de Chet Baker.

12:13 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home