sexta-feira, março 24, 2006

Lucros da EDP

A EDP obteve, em 2005, um lucro recorde de 1 bilião e 71 milhões de euros.

Os lucros obtidos pela EDP cresceram, em 2005, quase 300% face a 2004.

Os entusiastas destes lucros dizem que “ é o mercado a funcionar “ e argumentam que tal recorde ficou a dever-se a situações excepcionais, a saber:
- 400 milhões de euros provenientes da venda da participação de 14% que a EDP detinha na GALP, a favor de Américo Amorim,
- 173,2 milhões de euros de lucros líquidos registados na Hidrocântabrico (Espanha ),
- 439,4 milhões de reais (cerca de 170 milhões de euros ) de lucros líquidos apurados na EdB ( Energias do Brasil ).

Os lucros poderiam ter sido maiores se, em 2005, a EDP não tivesse que recorrer à produção de electricidade a partir das centrais de ciclo combinado, em detrimento da produção hídrica, devido à seca.

Os accionistas que vão receber um dividendo de 10 cêntimos por acção devem dar os parabéns à equipa chefiada por João Talone. Esta equipa viu premiada a sua acção com a substituição por uma outra de determinada coloração politica.

E nós, os mexilhões, que vamos lucrar com isto?

O Presidente da ERSE (Entidade Reguladora do Sector Eléctrico) – Jorge Vasconcelos, já afirmou que os consumidores domésticos vão ver aumentar significativamente o preço de fornecimento de electricidade, a partir do próximo ano.

Resmas de palmas, pois a EDP precisa!!!!!!!!!

Nota Final

O País está a ser povoado de parques eólicos, um pouco por todo o lado.

Esta politica de diversificação energética é de elogiar, pois visa cumprir o Protocolo de Quioto e pretende dar cumprimento às directivas referentes às alterações climáticas.

Os preços desta “ energia verde “ são subsidiados aos produtores.

Não está certo que o Governo tenha decidido transferir a totalidade dos custos com a produção das energias eólicas para os consumidores domésticos.

1 Comments:

Blogger contradicoes said...

Resmas de palmas para a EDP que durante décadas tem conseguido a quase exclusividade na exploração do sector energético com um relativo investimento e estes lucros enormes são o resultado da exploração indigna de que são vítimas os consumidores.
Com um abraço do Raul

7:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home