domingo, julho 09, 2006

POSTAL DE ESPANHA ( 1 )


Em 2008, a cidade de Valência (Espanha) vai ser palco da mais famosa regata mundial a “América Cup “.

Quando, em 2005, Valência ganhou a Lisboa a realização desta famosa prova, a Espanha começou a preparar-se para vencer esta competição. Esse anseio teve o apoio da Família Real espanhola, grande adepta deste desporto.

A Espanha organizou-se para criar um novo barco o ESP 88, que está a ser desenvolvido conjuntamente por 14 empresas e universidades, reunindo toda a tecnologia de ponta existente neste domínio, aplicando cerca de 50.000 horas de investigação e 25.000 horas de construção.

Assim:
- a Escola Politécnica de La Almunia(Zaragoza) está a desenvolver materiais leves e resistentes bem como sistemas electrónicos, tendo sido criado um sistema que capta cerca de 300 variáveis dentro do barco , oferecendo, no mesmo instante, os resultados num monitor
- em Barcelona estão a ser desenvolvidos intercomunicadores e auriculares personalizados para cada elemento da tripulação, pois a comunicação eficiente é fundamental para ganhar uma regata – um segundo pode ser fatal
- em Valência está a ser desenvolvido o projecto do casco e as previsões meteorológicas
- em Múrcia e em Guipuzcoa estão a ser desenvolvidos os projectos da quilha e do leme, bem como de vários materiais em carbono, titânio, aço e alumínio de alta resistência
- em Vigo as velas estão a ser construídas pela North Sails
- em Granada e em Madrid serão feitas as experiências hidrodinâmicas.

Para ajudar a toda esta montagem, o Centro de Supercomputação de Barcelona colocou o computador mais potente da Europa e o oitavo do Mundo ao serviço deste projecto.

Este computador pesa 40 toneladas e realiza 42 biliões de operações matemáticas por segundo. Este computador permite simular a realidade, saber como se vai comportar o barco em diferentes condições de vento. Este equipamento realiza modelos virtuais do desenho do casco e das velas, fazendo também os cálculos e as previsões meteorológicas.

O rendimento deste computador em 44 minutos equivale ao rendimento dum computador convencional em 10.000 horas de trabalho.

Os técnicos de Valência estão a estudar os ventos, a sua intensidade, bem como as mudanças registadas hora a hora. Tudo é registado no computador.

O casco será fabricado em Valência e é aí na empresa King Marine que serão montadas todas as peças vindas de toda a Espanha

A Espanha vai aproveitar esta oportunidade para desenvolver a sua indústria náutica, criando parcerias eficazes entre universidades e empresas.

Há 15 anos a Espanha fez o mesmo com a energia eólica. Arrancou com um projecto nacional e, neste momento, é o 3º maior produtor e exportador mundial de aerogeradores e torres, tendo criado cerca de 20.000 novos empregos nesta área.

Oxalá que nós Portugueses conseguíssemos seguir as pisadas da determinação, da combatividade e do rigor dos Espanhóis.

Devemos copiar os bons exemplos para sairmos “ desta apagada e vil tristeza”.